Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Romper preconceitos e garantir o respeito à diversidade

Romper preconceitos e garantir o respeito à diversidade

Nova campanha do Governo do Estado tem como focos a igualdade de direitos e o combate à LGBTFobia.
Romper preconceitos e garantir o respeito à diversidade

Foto: Thiago Gomes (Agência Pará)

 

No ranking mundial de respeito às populações LGBTs, o Brasil ainda ocupa uma das piores colocações, sendo o país die gesündesten bundesländer deutschlands | ohnerezeptfreikauf onde há maior número de casos de mortes de pessoas transgênero.

 

Segundo dados do Grupo Gay da Bahia (GGB), que há 37 anos faz um trabalho de resgate de informações das cinco regiões brasileiras sobre violência contra LGBTs, em todo o ano de 2016 houve, no país, 343 mortes de pessoas LGBTs, o que corresponde à média de uma morte a cada 25 horas.

 

No estado do Pará, de acordo com a Delegacia de Combate aos Crimes Discriminatórios e Homofóbicos (DCCDH), no ano de 2016 (de janeiro a dezembro), foram registrados 55 casos de violência contra o LGBTs, com 23 mortes. Em 2017 (de janeiro a abril) houve 23 casos, com 3 mortes.

 

Com o objetivo de combater o preconceito e a violência contra essa população, bem como conscientizar a sociedade quanto ao assunto, o Governo do Estado lançou na última terça-feira (09), no teatro Margarida Schivasappa, em Belém, a campanha de combate à LGBTFobia com o tema “Diversidade. Eu respeito. E você?”.

 

A programação continuará ao longo de todo o mês de maio que não à toa foi escolhido para se realizar a campanha, pois no dia 17 é celebrado mundialmente o Dia Internacional de Combate à Homofobia.

 

A ação envolve, direta e indiretamente, toda a estrutura do Estado, sob a coordenação da Secretaria de Estado de Justiça de Direitos Humanos (Sejudh), Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), Fundação Pro Paz e Cultura Rede de Comunicação.

 

Mais informações e materiais informativos sobre a campanha, como folderes, cartazes e a Cartilha de Cidadania LGBT do Pará, estão disponíveis para dowload através do hotsite www.pa.gov.br/diversidade

 

Políticas públicas

Entre as ações de políticas públicas voltadas à garantia da qualidade de vida e inclusão social ao público LGBT já executadas pelo Governo do Estado estão: a carteira de nome social; o casamento coletivo; ala exclusiva para pessoas trans dentro do Sistema de Segurança Pública; a criação da Delegacia de Combate aos Crimes Discriminatórios e Homofóbicos; acesso ao Cheque Moradia e Credcidadão e o Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais.

 

O Pará também foi o primeiro estado brasileiro a assegurar a identificação oficial junto aos órgãos e serviços públicos do Governo em um documento específico para transexuais e travestis com a criação, em 2013, da “Carteira de Nome Social”.

 

Além disso, a Gerência de Proteção à Livre Orientação Sexual (Glos) da Sejudh promove capacitação de várias categorias de trabalhadores, como taxistas, profissionais da área da segurança pública, entre outros, com o objetivo de sensibilizá-los quanto ao respeito às pessoas LGBTs, especialmente travestis e transexuais.