Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Ilha de Algodoal: recanto cheio de beleza e simplicidade

Ilha de Algodoal: recanto cheio de beleza e simplicidade

O local oferece rio, mar, contato com a natureza e tranqüilidade aos veranistas do Pará.
Ilha de Algodoal: recanto cheio de beleza e simplicidade

Foto: Gustavo Albano (Reprodução)

 

Com 562 quilômetros de área litorânea que incluem diversas rotas, Algodoal é um ilha localizada na costa norte do Brasil, banhada pelo oceano Atlântico e que faz parte do território do município de Maracanã, no nordeste do estado. Considerada um refúgio perfeito para quem busca dias inesquecíveis de descanso longe da agitação, o lugar ainda é pouco conhecido por quem é de fora do estado e se mantém bastante preservado.

 

A ilha de Algodoal chama-se, na verdade, ilha de Maiandeua. Algodoal é o nome da vila principal onde desembarcam os visitantes e a maior das quatro vilas que compõe a ilha. A população local é estimada em cerca de 2 mil habitantes e mesmo com o grande número de visitantes que recebe em altas temporadas, como no mês de julho, o local não perde seu charme e nem deixa de ser um lugar perfeito para relaxar e descansar.

 

Os atrativos são vários: praias, igarapés, rios e lagoas como a “Lagoa da Princesa”, que juntamente com a revoada de pássaros como garças, gaivotas e outras espécies amazônicas, encantam os turistas que escolhem a ilha como destino.

 

Também é possível aos visitantes fazer passeios para conhecer a ilha navegando em barcos regionais e em canoas motorizadas, serviços oferecidos pelos próprios pescadores do lugar que fazem o trabalho de guias mostrando todos os recantos de Maiandeua.

 

Quanto à infraestrutura para receber os visitantes, não espere por hotéis de luxo, resorts ou restaurantes sofisticados. Em todas as quatro vilas é possível encontrar alojamentos em pousadas, campings e redários. Essa rusticidade se deve ao fato de que Algodoal se tornou, desde 1990, uma Área de Proteção Ambiental (APA) com o objetivo de preservar o seu ecossistema.

 

Assim as suas vilas são pequenas, sem asfalto e nem veículos motorizados. Nas ruas só mesmo o movimento das “táxi-charretes” (que fazem o transporte dos visitantes) e das bicicletas, que juntamente com os barcos, são os únicos meios de locomoção. Nada de barulho de carros a motor e de buzinas. Barulho mesmo só o das ondas do mar e do vento!

 

Bares e restaurantes oferecem em sua maioria pratos à base de pescados e frutos do mar, tudo em um clima bem familiar, com estruturas simples e bem agradáveis. Mercearias e pequenos mercadinhos vendem o necessário para alimentação e higiene. É recomendável levar dinheiro em espécie, pois as máquinas de cartão não funcionam sempre e não há bancos ou outras opções para sacar dinheiro. Lembre-se que Algodoal está em uma ilha relativamente isolada e com sérias restrições por ser uma APA.

 

Preocupe-se apenas em se aventurar e em desfrutar de momentos únicos em contato com a natureza litorânea tipicamente amazônica que só mesmo Algodoal pode oferecer!

 

COMO CHEGAR? Partindo de Belém são cerca de 3 horas e meia pela rodovia BR-316 até o município de Castanhal, onde a viagem segue pela PA-136 até a comunidade de Marudá que pertence ao município litorâneo de Maracanã, nordeste do estado.

 

O percurso pode ser feito de carro particular ou de ônibus que saem em horários variados do Terminal Rodoviário de Belém e de cidades próximas como Castanhal.

 

No porto principal de Marudá, embarcações fazem a travessia do continente até a ilha. A viagem dura cerca de 45 minutos e tem saídas diárias em horários que variam de acordo com a maré.

 

Gostou de mais esse roteiro de viagem que preparamos pra você? Aproveite e compartilhe com a gente as melhores imagens do seu verão usando a hastag #VerãoCultura em suas redes sociais. Acesse AQUI e saiba como participar!