Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Guia do Campeonato Paraense: conheça os clubes participantes.

Foto em destaque

Guia do Campeonato Paraense: conheça os clubes participantes.

Banparazão inicia neste final de semana. Esta é a edição de número 106 da competição.
Publicado em 13/01/2018
Banparazão inicia neste final de semana. Esta é a edição de número 106 da competição.
Foto em destaque
 
A temporada oficial do futebol paraense inicia neste final de semana com a abertura de mais uma edição do Campeonato Paraense. A rodada começa neste sábado (13), quando Independente e Paragominas se enfrentam no estádio Navegantão, em Tucuruí, às 20h.
 
Três jogos serão disputados no domingo (14): Remo e Bragantino, às 16h, no Mangueirão; Águia e Castanhal, no mesmo horário, no estádio Rosenão, em Parauapebas, pelo fato do Zinho de Oliveira, em Marabá, ainda não ter condições de receber jogos e, às 17h, São Raimundo e Cametá complementam a rodada, no Colosso do Tapajós.
 
O fechamento da rodada ocorre somente na quarta-feira (17) no duelo entre Paysandu x Parauapebas, às 20h30, na Curuzu.  
 
O Papão busca o tricampeonato da competição, feito que nenhuma equipe consegue desde o início do século, quando os próprios bicolores conseguiram seguidamente os títulos de 2000, 2001 e 2002.  O Remo tenta erguer a taça de campeão paraense após duas temporadas em branco. Independente e Cametá sonham com o segundo título para ambos os clubes. São Raimundo, Parauapebas, Paragominas, Castanhal, Bragantino e Águia lutam pelo título inédito. Confira abaixo um breve guia das equipes que vão jogar o Campeonato Paraense na temporada 2018.
 
Águia
 
Os marabaenses fizeram a pré-temporada em Itupiranga, sudeste do Pará. Cerca de 25 jogadores foram trazidos para compor o elenco, que tem média de 23 anos. Novamente sob o comando técnico de João Galvão, o Águia tenta ao menos repetir as melhores campanhas da história do clube, quando ficou com o vice-campeonato nos anos de 2008 e 2010, em que perdeu para Remo e Paysandu, respectivamente. "Se Deus quiser vai dar tudo certo nesta estreia. Apesar de não estrearmos em casa junto com o calor do nosso torcedor. São muitas coisas, mas você precisa transformar em coisas boas e fazer isso ferver no coração, na alma e no foco do atleta para essa partida", afirma o técnico.  O sistema de drenagem está sendo implementado no estádio Zinho de Oliveira e, por causa disso, o gramado ainda não tem condições de jogo.
 
Fique de olho: Mael, Joãozinho e Samuel.
 
 
Bragantino
 
Campeão da Segunda Divisão do Campeonato Paraense, o Tubarão está de volta a elite do futebol estadual após 11 anos. O treinador Arthur Oliveira conta com um elenco de 30 jogadores. "O primeiro objetivo é a permanência na primeira divisão. (...) A partir do momento que garante a permanência você tem que buscar o segundo objetivo - chegar a semifinal", diz o treinador.
 
Fique de olho: Marcelo Maciel, Aslen e Paulo Ricardo.
 
 
Cametá
 
Campeão paraense em 2012, o Mapará tenta recuperar o protagonismo no Parazão após ter brigado contra o rebaixamento em 2017. Para isso, trouxe o treinador Samuel Cândido ao comando técnico da equipe, com aproximadamente 35 atletas. "Deu para desenvolver bem o trabalho. A pré-temporada foi muito boa, com os atletas se empenhando muito, mas tivemos dificuldade de campo. O principal objetivo do Cametá é o mesmo das outras agremiações da competição: primeiro chegar entre os quatro para depois dar voos mais altos", comenta o treinador.
 
Fique de olho: Ronaldo, Douglas e Andrelino.
 
Castanhal
 
"Ser campeão", o treinador Lecheva foi enfático ao falar sobre o objetivo do Japiim para o Parazão. O elenco conta com 31 jogadores e realizou dois amistosos nesta pré-temporada contra o clube do Remo - houve empate por 1 a 1 na primeira partida e derrota por 2 a 1 no segundo jogo. "As expectativas são as melhores possíveis. Começamos a pré-temporada no dia 11 de dezembro sem pular nenhuma etapa da parte física, técnica e tática", destaca Lecheva, seis vezes campeão paraense pelo Paysandu, cinco como jogador e um no comando técnico (2013). A melhor campanha do Castanhal na competição ocorreu em 2000, quando foi superado pelo Papão na decisão. 
 
Fique de olho: Dedeco, Flamel e Denis Pedra.
 
Independente
 
Primeiro campeão interiorano da história do Campeonato Paraense em 2011, o Galo Elétrico aposta no treinador Júnior Amorim para repetir a dose nesta temporada. O elenco é composto por 26 jogadores. "Tivemos problemas de campo, mas deu para fazer o suficiente para a estreia", resume o técnico, que visa chegar a final da competição. O estádio Navegantão passou por algumas reformas no gramado e nas dimensões nos últimos meses para melhorar a qualidade das partidas.
 
Fique de olho: Chicão, Ezequais e Raigol.
 
Paragominas
 
Vice-campeão paraense em 2013, o Jacaré espera voltar a ter campanha mais consistente nesta edição do Parazão. O presidente Charles Guerreiro contratou o técnico Cacaio, campeão paraense pelo Remo em 2015 para conduzir o elenco de 30 jogadores.
 
Fique de olho: Rédson, Fidélis e Balotelli.
 
Parauapebas
 
O Pebas retornou a primeira divisão do Campeonato Paraense depois do vice-campeonato da Segundinha em 2017. Remontou o elenco que conseguiu o acesso e, sob o comando de Leo Goiano, visa, primeiramente, fugir do rebaixamento para, posteriormente, pensar em semifinais e título. "Fizemos uma boa pré-temporada. Temos convicção que nos preparamos bem e faremos uma boa competição", garante o técnico, que comandou a equipe na melhor campanha do clube na história do Parazão, quando chegou às semifinais dos dois turnos em 2015 e ficou na terceira colocação geral do campeonato.
 
Fique de olho: Ricardo Capanema, Augusto Recife e Monga.
 
Paysandu
 
Atual bicampeão paraense, os bicolores desfizeram grande parte do elenco que finalizou a Série B de 2015 e promoveu mais de 15 contratações para a competição. O Papão foi o último time a iniciar a pré-temporada, devido a norma da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ´dos clubes brasileiros oferecerem um mês de férias aos profissionais do futebol. O Paysandu encerrou a temporada 2017 no dia 25 de novembro. "Desde quando encerrou o ano nós mantivemos conversações com a diretoria. Havia a necessidade de reformulação do elenco. A nossa preocupação era justamente, primeiro, na questão de qualificar o elenco, e depois, na questão orçamentária. Nós não poderíamos ultrapassar o orçamento. Do meu ponto de vista, o Paysandu conseguiu montar o elenco muito equilibrado", ressalta o técnico Marquinhos Santos, mantido no cargo bicolor. O elenco bicolor tem 31 jogadores.
 
Fique de olho: Moisés, Pedro Carmona e Diego Ivo.
 
Remo
 
Com mais de 20 contratações, nova diretoria, treinador e executivo de futebol, o Leão entra na competição com o objetivo de ser campeão do Parazão, conquista alcançada pela última vez em 2015. O treinador Ney da Matta, campeão da Série C do Campeonato Brasileiro pelo Boa Esporte em 2016 e principal responsável pelo acesso do CSA à Série B em 2017, foi o escolhido para a tarefa. "O sucesso na Série C é ótimo. Mas temos uma ponte no meio desse caminho. (...) Nós precisamos fazer um estadual legal. Torcedor é carente disso aqui. Eu quero deixar ao torcedor uma mensagem: pode até faltar técnica no jogo, mas alma e coração não vai faltar", garante o treinador. O plantel do Remo conta com 29 atletas.
 
Fique de olho: Vinicius, Isac e Andrey.
 
 
São Raimundo
 
O Pantera iniciou a pré-temporada no dia 20 de dezembro com foco na preparação física e, a partir de janeiro, começou a treinar com bola, sob o comando técnico do mineiro Vladimir de Jesus. "Tivemos a oportunidade de fazer três jogos treinos muito satisfatórios, mesmo com toda a carga física, pudemos nos movimentar bem", pondera o técnico, que tem a disposição 27 jogadores. O São Raimundo foi vice-campeão paraense em 2009 e, na mesma temporada, conquistou a primeira edição da Série D do Campeonato Brasileiro. Até hoje, é a única equipe do interior do Estado a ter um título nacional
 
Fique de olho: Luiz Carlos "Imperador", Jeferson Monte Alegre e Lima.
 
Regulamento
 
É semelhante ao do ano passado: dez clubes divididos em dois grupos de cinco, A1 e A2, que se enfrentam de maneira cruzada em turno e returno.  Os dois primeiros de cada chave jogam a semifinal, em ida e volta. A final, também em dois jogos, está prevista para ser disputada nos dias 1º e 8 de abril.
 
Curiosidades
 
- O Paysandu é o clube com mais títulos do campeonato: 47.

- A maior sequência de títulos da competição é do Remo com heptacampeonato conquistado entre os anos de 1913 e 1919.

- O primeiro campeão do Campeonato, em 1908, foi a União Desportiva – clube já extinto.

- O atacante Bira, à época atleta do Remo, é jogador que mais fez gols em uma edição do Parazão, com 32 tentos, em 1979. Quebrou o próprio recorde. No ano anterior, havia marcado 25 gols.

- Dadinho é o maior artilheiro da história do Parazão com 81 gols. Seguido por Edil, com 65 tentos. Os dois foram quatro vezes artilheiros da competição. Pelo Remo, Dadinho esteve no topo da artilharia nos anos de 1983, 1984, 1986. Em 1989, vestia a camisa do Paysandu. Edil conquistou as “chuteiras de ouro” do Campeonato Paraense em 1990, 1992, 1997 e 2000, na defesa de Paysandu (duas vezes), Remo e Castanhal, respectivamente.

- Não houve campeonato nos anos de 1909, 1911, 1912, 1935 e 1946.

- Apenas duas equipes do interior do Estado conquistaram a Primeira Divisão do Campeonato Paraense: Independente e Cametá. 

 

Por Mateus Miranda

 

APOIO CULTURAL                                            REALIZAÇÃO