Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Amazônia Samba revela novos compositores na 2ª temporada

Tv Cultura

Amazônia Samba revela novos compositores na 2ª temporada

O programa estreia nesta quinta (08), às 19h45, na TV Cultura do Pará
Publicado em 06/11/2018
O programa estreia nesta quinta (08), às 19h45, na TV Cultura do Pará
Amazônia Samba revela novos compositores na 2ª temporada
Foto: Divulgação
 
 
Uma busca por sambistas e composições inéditas em 13 municípios paraenses. Essa é a ideia central da segunda temporada do "Amazônia Samba", que estreia no dia 8 de novembro, às 19h45, na TV Cultura do Pará. A emissora paraense assina a coprodução do programa. A nova temporada é dividida em 12 episódios e mostra toda a diversidade do gênero nas regiões do Baixo Amazonas, Nordeste Paraense, Baixo Tocantins e ilha do Marajó.
 
 
Assim como na primeira temporada, o programa será apresentado pelo músico Arthur Espíndola, que coordena a atração ao lado do diretor Roger Paes, da TV Cultura do Pará, com produção executiva de Mariana Cordeiro. "Foi uma experiência incrível poder levar para o público esses compositores inéditos e que até então estavam em locais improváveis, onde nunca imaginaríamos ouvi-los, ainda mais no interior da Amazônia. Então quando nós chegamos e gravamos essas músicas elas passaram de fato a existir", destaca Arthur Spíndola.
 
 
Durante os 12 episódios da nova temporada, Arthur mostra a vida e o cotidiano dos compositores escolhidos, além de destacar as belezas naturais dos 13 municípios visitados. As gravações foram realizadas no ano passado. A produção passou pelas cidades de Bragança, Ourém, Breves, Salvaterra, Santarém, Alenquer, Oriximiná, Abaetetuba, Marapanim, Óbidos, Tracuateua, Cametá, Moju e Joanes. Como forma de valorizar o rico trabalho dos artistas, Arthur teve a ideia de convidar grandes nomes do samba nacional para gravar músicas inéditas dos compositores. Desta maneira, em cada episódio da temporada será apresentado dois clipes gravados pelos artistas nacionais. As 24 canções, já registradas em cartório, foram produzidas em estúdios musicais nas cidades de Belém, Rio de Janeiro, São Paulo e Recife. 
 
 
Participam desta temporada nomes como Fundo de Quintal, Leila Pinheiro, Dudu Nobre, Leci Brandão, Simoninha, Pedro Luis, João Cavalcanti, Moacyr Luz, Toninho Geraes, Ana Costa, grupo Galocantô, Fabiana Cozza, Sandamí, Lia Sophia, Pinduca, Nena Queiroga, Romero Ferro, Marquinho Satã, Patrícia Bastos, Juninho Thybau, entre outros intérpretes, que deram vida às canções. A boa notícia é que essas gravações serão lançadas em todas as principais plataformas de música digitais,  após o último episódio da temporada.  
 
 
"O samba faz parte da cultura brasileira e isso é inegável. Em qualquer região que você vá, em qualquer lugar que trabalha com música, você vai ter samba no meio. O samba é a raiz da música brasileira e abre caminho para outros gêneros musicais. Então, foi isso que procuramos mostrar nesta temporada. O Arthur tem uma rede muito boa de amigos e parceiros musicais que facilitaram essas descobertas dos compositores", finaliza Roger Paes, diretor da atração. 
 
 
Em breve, a segunda temporada do Amazônia Samba também será exibida em rede nacional por meio da TV Cultura. O lançamento da segunda temporada do programa será no dia 6 de novembro, em Belém. 
 
 
Sucesso 
 
Na primeira temporada do Amazônia Samba, que poder ser conferida no canal do programa no Youtube, Arthur Espíndola entrevistou compositores da Amazônia que são autores de sambas de grande sucesso nacional, como Chico da Silva – compositor de “Sufoco” e “Pandeiro é Meu Nome” (ambos sucessos de Alcione), Toninho Nascimento – compositor de “Conto de Areia” e “A Deusa dos Orixás” (ambos sucessos de Clara Nunes), Edmundo Souto, coautor de “Andança” – grande sucesso de Beth Carvalho. 
 
 
Além disso, o apresentador mostrou grandes grupos que fizeram história no samba produzido na Amazônia, contou a história das tradicionais escolas de samba de Belém e destacou a nova geração de sambistas da região. Tudo isso em uma locação que é a cara da Amazônia, o restaurante Terra do Meio, no município de Marituba. 
 
 
 
Assista: