Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Projeto na Ilha de Outeiro valoriza o cultivo de ervas medicinais

Tv Cultura

Projeto na Ilha de Outeiro valoriza o cultivo de ervas medicinais

O assunto é um dos destaques de hoje no Sem Censura Pará
Publicado em 06/12/2018
O assunto é um dos destaques de hoje no Sem Censura Pará
Projeto na Ilha de Outeiro valoriza o cultivo de ervas medicinais

Foto: Oswaldo Forte / Tássia Barros (Comus)

 

Um projeto que pretende diagnosticar as dificuldades que a Ilha de Caratateua em relação ao uso da terra para cultivo de plantas medicinais e alimentícias, criando quintais com plantas medicinais em contraponto ao uso de remédios não naturais da indústria farmacêutica. Esse é uma das atividades desenvolvidas pelo Projeto Ayê. E para falar mais sobre essa atividade, vamos receber no programa de hoje o coordenador da Associação de Afro Envolvimento Casa Preta, Anderson Ferreira e o professor da Escola Bosque, Alickson Lopes.

 

O principal desafio do projeto é potencializar a ilha como um espaço demonstrativo de possibiliddaes e práticas sustentáveis propondo uma busca sobre as diversas técnicas agroecológicas, além do desenvolvimento das possibilidades de geração de renda a partir do próprio bioma local.

 

Para alcançar esse objetivo, o Ayê busca mobilizar a própria comunidade local, buscando também fortalecer as tradições culturais afro-brasileiras através de suas práticas.

 

Sobre a Associação Casa Preta – Também conhecida como Coletivo Casa Preta, a entidade trabalha com a cultura a serviço da população afro-indígena, alinado a identidade cultural dessas comunidades à sustentabilidade sócio-econômica a partir de atividades educacionais, engajamento político e capacitações profissionalizantes.

 

Atuanto com os princípios de um “Quilombo Urbano”, a associação passou a ocupar desde 2017 a Ilha de Caratateua, mais conhecida como Ilha de Outeiro, localizada a cerca de 18 Km do centro de Belém e é uma das 39 ilhas sotuadas ao redor da capital. Com aproximadamente 17 mil habitantes, a maioria dos seus moradores sobrevivem da pesca e da produção em pequenas propriedades rurais.

 

Outros destaques:

 

E para falar sobre a sexta edição do “Égua do Board Game”, evento voltado aos aficcionados por jogos de tabuleiros modernos que acontece neste domingo (09), em Belém, vamos receber Pedro Afonso Aviz, organizador do evento.

 

Vamos conversar também com a poetisa e professora Luz Gomes sobre o seu primeiro livro de poesias “Etnografias Uterinas de Mim”. A obra, escrita, publicada e lançada em Lisboa, Portugal, será apresentada em Belém nesta sexta-feira (07), e aborda as emoções simples do cotidiano vivido pela autora durante os quatro anos em que morou em Lisboa.

 

E para falar sobre a programação do “Tatoo Day 2019”, evento que pretende valorizar e premiar mulheres tatuadas escolhidas por um júri especializado, vamos receber a madrinha oficial do concurso, Mel Corrêa e o produtor de moda, Augusto Auad.

 

Não perca! O Sem Censura Pará vai ao ar logo mais às 14h30, com transmissão pela TV, aqui pelo Portal Cultura através do link “TV ao Vivo” e também pelo nosso canal no Youtube.