Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Novembro Azul e a importância de se cuidar

Novembro Azul e a importância de se cuidar

Campanha chama a atenção dos homens para a prevenção do câncer de próstata
Novembro Azul e a importância de se cuidar

Ninguém gosta de adoecer e para que isso não aconteça é fundamental investir na prevenção, sobretudo, quando se trata de uma doença que ainda é carregada de estigmas, como o câncer. Dar atenção à prevenção é uma regra especialmente válida para os homens, uma vez que eles, em sua maioria, não possuem o hábito de ir ao médico com a mesma frequência que as mulheres. Para esse público, o masculino, a campanha “Novembro Azul”, que ocorre em todo o Brasil neste mês, busca despertar a consciência acerca da importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

 

Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) no ano passado foram diagnosticados cerca de 68 mil casos de câncer de próstata no Brasil. No Pará foram 1.060 casos da doença que no Brasil é a segunda causa de morte entre os homens.

 

A DOENÇA

 

Esse tipo de câncer atinge a próstata, glândula masculina localizada abaixo da bexiga, envolvendo a uretra, canal pelo qual a urina é eliminada da bexiga. A doença é confirmada com a biópsia, procedimento indicado ao se encontrar alguma alteração no exame de sangue ou por meio do toque retal.

 

SINTOMAS

 

Na maioria das vezes o câncer de próstata cresce lentamente, não apresentando sintomas no início. Já em outros casos ele pode crescer rapidamente, se espalhando para outros órgãos e até causar a morte. Normalmente os tumores em estágio avançado podem causar dificuldades para urinar, sensação de não conseguir esvaziar completamente a bexiga, presença de sangue na urina e, em certos casos, dor óssea na região das costas.

 

FATORES DE RISCO

 

Diversos são os fatores de risco relacionados à ocorrência do câncer de próstata, entre eles estão: a idade, a raça, a nacionalidade, o histórico familiar e as alterações genéticas.

 

Idade - A chance de desenvolver a doença aumenta significativamente após os 50 anos. Aproximadamente 60% dos cânceres de próstata são diagnosticados em homens com mais de 65 anos.

 

Raça – Estudos apontam que o câncer de próstata é mais frequente nos homens de ascendência africana e caribenha do que em outras raças.

 

Nacionalidade – Embora não existam razões claras para isso, a doença é mais comum na América do Norte, noroeste da Europa, Austrália e nas ilhas do Caribe. Na Ásia, África, Américas Central e do Sul a ocorrência é menor.

 

Histórico familiar – O homem que possui um parente de primeiro grau com diagnóstico de câncer de próstata possui mais que o dobro de chance de desenvolver a doença.

 

Alterações genéticas – Certas alterações genéticas hereditárias podem aumentar o risco de desenvolver diversos tipos de câncer, incluindo o de próstata.

 

PREVENÇÃO

 

Os homens devem ficar atentos aos sinais e sintomas da doença que detectada na fase inicial possui uma chance de cura superior a 90%. Assim, é importante a realização de exames preventivos anualmente a partir dos 50 anos de idade. Homens com histórico da doença na família (pais e irmãos) devem fazer os exames a partir dos 40 anos. Além disso, é importante adotar ao longo da vida cuidados como: ter uma dieta rica em frutas e legumes, praticar atividades físicas regularmente, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

 

TRATAMENTO

 

Quando localizado apenas na próstata, a doença pode ser tratada com cirurgia oncológica e radioterapia. Quando há metástases, ou seja, quando o câncer tiver se espalhado para outros órgãos, a radioterapia é utilizada juntamente com o tratamento hormonal além de outras medidas paliativas. A indicação do melhor tratamento é feita de forma individualizada pelo médico especialista, sempre considerando os riscos e os benefícios para cada paciente, o estágio da doença e as condições clínicas do paciente.

 

Por fim, seja em relação ao câncer de próstata ou em qualquer outra doença, o importante é ser protagonista da nossa própria saúde. Para diagnosticar precocemente os casos é preciso romper com o preconceito que atrapalha a prevenção e incutir nos homens a importância da conscientização e informação sobre o tema. Além disso, nunca é demais lembrar que a adoção de hábitos de vida saudáveis e o acompanhamento médico regular são medidas que podem salvar vidas.

 

Foto: Pixabay (Reprodução)