Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Ideflor estima soltura de aves até o fim do ano

Ideflor estima soltura de aves até o fim do ano

Ararajubas devem voltar à natureza em novembro
Ideflor estima soltura de aves até o fim do ano

O Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio) deve realizar em novembro a soltura de aproximadamente sete aves da espécie Ararajuba. Ação faz parte do projeto “Reintrodução e Monitoramento das Ararajubas nas Unidades de Conservação da Região Metropolitana de Belém - Belém Mais Linda!”

 

A iniciativa existe desde 2016 e já realizou a soltura de 20 animais em 2018. A de 2020 depende do desenvolvimento das aves durante o treinamento realizado nos aviários no Parque Estadual do Utinga Camillo Vianna. 

 

“Após a soltura, identificamos que um casal reproduziu, o que é um indicativo de sucesso muito importante para o projeto. Quando uma espécie que foi reintroduzida consegue reproduzir, significa que ela entende que aquele ambiente é o habitat dela e se sente bem", explica a gerente de Biodiversidade do Ideflor-Bio, Nívia Pereira.

 

A Ararajuba é uma espécie da Amazônia ameaçada de extinção e considerada "vulnerável", segundo a União Internacional pela Conservação da Natureza (IUCN). Com as vibrantes cores verde e amarela, as aves podem ser vistas desde a fronteira do Pará com o Maranhão até o sudoeste do Estado, na fronteira com o Amazonas. Elas se alimentam basicamente de frutas e vivem entre 20 a 40 anos.

 

"A espécie se encontra extinta localmente na Região Metropolitana de Belém (RMB) e não era avistada em vida livre nos céus da capital desde a década de 1940. Cerca de 80% da espécie natural das aves vive no Estado, por isso é o nosso dever fazer a conservação e proteção dessa espécie", informa Nívia.

 

Foto: Divulgação