Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

HQ da Mulher-Maravilha amazônica mistura mitologia regional com grega

HQ da Mulher-Maravilha amazônica mistura mitologia regional com grega

Publicação traz heroína em missão no submundo com a Caipora
Foto em destaque

Está disponível para leitura a primeira história em quadrinho (HQ) da Mulher-Maravilha amazônica, ‘Future State - Wonder Woman #1’, que mistura elementos da mitologia regional com a mitologia grega. Até o momento, a publicação pode ser acessada para leitura apenas em inglês, por meio do site. 

 

Na história, o público pode ver Yara Flor como Mulher-Maravilha em uma aventura no submundo, governado por Hades. A narrativa começa quando Yara mata uma hidra na Amazônia e pega o chifre da criatura para trocar pela vida de um de suas irmãs, que é mantida prisioneira do  deus grego, mas é impedida pela Caipora, guardiã da floresta. Após terem uma conversa em que vários elementos de ambas mitologias são mencionados, como a existência do Boitatá, as duas decidem visitar o local juntas.

 

A HQ ainda introduz o universo da heroína, quando os deuses Zeus e Tupã, em lados opostos do mundo, resolvem conversar sobre a situação dos seres que habitavam o planeta. Os dois chegaram à conclusão de que precisavam de alguém para transitar e manter a conexão entre os seus mundos, além de impedir que criaturas como monstros e espíritos fossem esquecidas. Esse seria o papel da Mulher-Maravilha.

 

A publicação é uma minissérie em duas edições e Yara Flor pertence a uma realidade alternativa da DC Comics, resultado do evento ‘Death Metal’ da DC, que apresentou uma nova linha do tempo. Nesse novo mundo, vários heróis ganharam versões alternativas que trazem mais representatividade de etnia, gênero e sexualidade, como, além da própria Mulher-Maravilha, o tradicional super-herói Flash, que neste mundo é não-binárie.

 

Foto: Divulgação